Thomas e Sofia: 3 meses

Thomas e Sofia

Antes, vocês acompanhavam a “nossa” gestação, e agora não pretendo abandonar o blog, apesar da correria imensa que é cuidar dos meus dois pacotinhos!

E lá se foram três meses, intensos e extenuantes. Os gêmeos chegaram em casa na véspera de Natal, nosso melhor presente! Desde então têm preenchido nossos dias (e noites) com toda a intensidade possível.

Me recuperei super bem da cesárea e contei com a ajuda da minha mãe durante a recuperação – ajuda que tem se estendido até agora. Achei que daria conta, mas é humanamente impossível cuidar sozinha deles. Às vezes, até mesmo em duas pessoas é complicado cuidar dos dois…

Eles nasceram prematurinhos e no primeiro mês apenas mamavam, dormiam e sujavam as fraldinhas. Acordava de madrugada, de três em três horas, para amamenta-los. Só o peito não foi suficiente e complementamos com fórmula infantil desde então. Trocamos três vezes até dar certo com o Enfamil – ganharam peso e o ajudou a regularizar o cocô.

Aliás, cocô é um dos assuntos preferidos em casa. Marido e vovó Rosa sempre checam comigo se Thomas e Sofia fizeram cocozinho ou cocozão, qual a cor, quantas vezes e em quais horários. E eu respondo com o máximo de detalhes possível, claro!

Marido tirou um mês de férias e me ajudou imensamente a cuidar dos pequenos. Deu banho, trocou fraldas, ninou, amamentou e acalentou os pequenos desde a chegada da maternidade. Ele quem deu o primeiro banhinhos nos dois!!!

Até o segundo mês foi difícil suportar as crises de choro intenso do Thomas. Se ele não estava dormindo ou mamando, estava chorando. Todo mundo dizia que logo essa fase passaria e, apesar da nossa incredulidade, passou MESMO. Ufa!

A partir do segundo mês os gêmeos começaram a distribuir seus sorrisinhos “sociais” para conhecidos e desconhecidos. Sofia começou primeiro e Thomas, um homenzinho muito sério, dava pinta de que não seria tão sorridente. Um agradável engano. Agora, com três meses de idade, Thomas conversa por horas, distribuindo “anguuuu”, “taaaaa”, “guuuu”, “guiiiiiii” e “aaaaiiiiiii” a vontade. Um extenso vocabulário – apesar de ainda não falar direito Caraguatatuba, paralelepípedo e Itaquaquecetuba.

Já viajamos bastante, de casa para a casa da vovó Rosa. Os pequenos já conhecem o shopping, o supermercado e adoram passear de carro – enquanto conseguem se manter acordados. Quando cheguei da maternidade, achava que ia demorar uns 12 anos para poder bater perna, mas estamos vendo que logo mais já dá até para arriscar uma viagenzinha à praia com os pequenos.

Olho para eles e ainda não consigo acreditar no nosso pequeno milagre. Não, minha rotina não voltou ao normal (e suspeito que não voltará jamais)… Mas a cada dia que passa eles nos surpreendem com as espertezas, as manhas, os sorrisos de alegria e um calorzinho bom que aquece a alma sempre que olhamos para eles.

O amor de mãe nasce junto com os bebês e vai crescendo junto com eles, dia após dia. Estou encantada (exausta, acabada, socorro… rs)!

Anúncios

11 comentários sobre “Thomas e Sofia: 3 meses

  1. andreaalvesatelie disse:

    Olá!
    Conheci seu blog ainda na nossa gestação! Tb sou mãe de gêmeos, Teodoro e Marina, e hoje completam 2 meses.
    Tb tenho ajuda da minha mãe, agora com menos frequência, mas realmente é muito complicado cuidar de 2 bbs sozinha, apesar de fazer isso a maior parte do tempo.
    Tentei amamentar, mas com 15 dias eles já recusaram o peito e desde então tomam o Enfamil.
    Ainda estamos no esquema de 3 em 3 horas, pois o Teodoro não deixa passar nem um minuto.
    O que achei mais engraçado é que o Teo tb é muito chorão, não gosta de ficar no berço de maneira alguma, até para trocar fralda ele reclama. Acho que é coisa de menino…. rs
    Não vejo a hora dos meus bbs completarem 3 meses para que fique mais suave e eu possa curtir mais, pois não é nada fácil essa vida de mãe de multiplos. Apesar de ter uma satisfação imensa, tem hora que o cansaço e o sono quer deixar tudo menos “colorido”.
    Gde bjo para todos.
    Andréa Z. Alves

    • fvaleck disse:

      Oi Andrea
      Que delicia poder compartilhar nossas experiências! Vc é uma guerreira, te admiro, pq eu não estou conseguindo ficar sozinha com eles. Sempre peço ajuda para algum “voluntário”. Brinco que aqui nao tenho visitas, do portão para dentro, é todo mundo ajudante! Os meus tb tomam Enfamil (mas a Sofia as vezes rejeita e apelamos para o Aptamil) e agora estão querendo largar o peito… Acabei de ler seu comentário para a minha mãe, que está aqui contando para o Thomas que “tem um coleguinha chorão lá do outro lado”, rs… Vc está pedindo o Enfamil por telefone? Sai mais barato – e mais prático!
      Realmente o cansaço é cruel e fico feliz em saber que não estou sozinha nesse barco, que temos muito em comum! Vamos continuar trocando figurinhas (to no twitter tb, @maectporanea, me segue que fica mais facil conversar). Beijão!!

  2. Katia disse:

    Oi Fá!! EEEE…
    Que bom que vc voltou a postar posts no blog!!
    Seus bebezinhos estão L.I.N.D.O.S!!!
    A cada post seu, tenho mais e mais vontade de ter filhos!!
    Um beijo!!!
    Katia

    • fvaleck disse:

      Todo mundo vai falar que é difícil, cansativo, bla bla bla… e é mesmo! rsssss…. Mas também é deliciosooooooooo! Capricha e faz logo um japinha fofo! Bjss

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s