Feliz, mas triste, Dia dos Pais…

Este ano será o primeiro Dia dos Pais que marido vai comemorar. O presentinho dele fui eu mesma que fiz, criei a estampa de uma camiseta, mandei imprimir, só para marcar a data. Também escrevi uma cartinha como se os gêmeos tivessem ditado, depois coloco aqui (fotos, a cartinha e a estampa da camiseta).

Imagino que daqui para frente cada Dia dos Pais terá um sabor diferente, ano após ano. E só este pensamento me enche de alegria e de um amor profundo. Já visualizo os gêmeos pela casa, pulando na cama logo cedinho para abraçar o papai. E daqui uns anos, chamar ele de ‘velho’, como hoje nós carinhosamente chamamos aos nossos.

Por outro lado, este será o primeiro ano que passarei longe do meu pai, meu velhinho, que foi contagiar o céu com a sua incrível capacidade de fazer os outros sorrirem. Ano passado ele já estava bem doentinho, passamos o dia juntos, só nós quatro (eu e minha irmã, ele e minha mãe). Quando penso em tudo o que eu poderia ter feito por ele, sinto um alívio enorme e nenhum remorso. Eu sempre estava lá e nunca deixei de vir embora para casa sem dizer que o amava – porque as despedidas sempre poderiam ter sido as últimas.

(pausa para tomar fôlego e enxugar as lágrimas)

A saudade só aumenta, dia após dia. Queria que ele estivesse aqui ao vivo, curtindo a minha barriga, do meu lado, inventando apelidinhos para os meus filhos e sendo o avô mais coruja do mundo. Sei que ele vai me acompanhar de onde estiver e que também sente saudades, tenho a plena convicção de que vamos nos reencontrar em muitas outras vidas… Mas não vou mentir: será um dia difícil.

(posso chorar à vontade né? grávidas podem tudo)

A todos os pais, desejo que a vida retribua tudo o que vocês fizeram por seus filhos. A vida recomeça a cada dia, então sempre haverá tempo de fazer o que não foi feito ou dizer o que não foi dito.

Ao meu marido, desejo muita inspiração para uma nova vida como pai. Que tudo o que ele aprendeu, possa repassar aos nossos filhos, e que nunca se esqueça de dizer o quanto os ama e o quanto os nossos filhos certamente nos tornarão pessoas melhores.

Ao meu sogro, desejo um dia dos pais completo, com filhos e netos ao redor, e que ele receba o meu carinho de filha postiça.

Ao meu pai, daqui da Terra, envio todo o meu amor e a minha gratidão. Que os anjos possam entregar o meu recado, pois eu sei que meu velhinho o recebrá sorrindo, com seu jeito tranquilão, em algum jardim lá no céu.

Véio, Feliz Dia dos Pais! E me conta: no céu você também usa bigode?

Anúncios

4 comentários sobre “Feliz, mas triste, Dia dos Pais…

  1. cida valeck disse:

    Fá…e eu cá desse lugar distante,lendo e chorando também…….As saudades realmente são enormes,mas o amor guardado no coração são ainda maiores ..Uma estrela a mais está “lá em cima” curtindo Sofia e Thomas pode acreditar…..

  2. Elisa disse:

    Que homenagem linda, qtas palavras que demonstram tanto carinho.

    Com certeza ao chegar lá, ele pediu uma reuniao com ELE e falou tanto da filha encantadora e de seus desejos que ELE resolveu te presentear em dobro, com
    certeza nesta história tem a maozinha dele.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s