Individualidade: eu prezo!

Ontem, durante o banho, estava conversando com a barriga e pensando na maluquice que é ter duas criaturinhas aqui dentro. Entre outras coisas, fiquei tentando entender o porquê de ter recebido este presente, esta missão, esse privilégio e esta honra de ser mãe de gêmeos. E esta preocupação dobrada.

Prezo demais pela minha individualidade e o que eu mais quero é transmitir aos filhotes esse legado: apesar de nascerem ao mesmo tempo e de provavelmente terem que dividir muitas coisas, espero conseguir proporcionar o necessário para que cada um dos gêmeos desenvolva suas particularidades, suas personalidades únicas e suas peculiaridades.

Eu me preparei por muito tempo para dar este grande passo e me tornar mãe. Não esperava por esta surpresa e diariamente tenho revisto meus conceitos e pré-conceitos, me preparando agora para receber dois filhos de uma só vez.

Meus maiores receios – além do óbvio, de não dar conta – estão muito relacionados ao respeito a esta individualidade. Quero me dedicar igualmente a ambos, enchê-los de amor e carinho, de amizade, cuidados. Quero ter braços e peitos suficientes, além de tempo para me dedicar a eles. Quero amá-los incondicionalmente, com as nossas semelhanças e diferenças; quero supri-los de carinho, comida, conteúdo e educação; quero criá-los om liberdade e responsabilidade.

Do alto da minha própria individualidade, quero ser mãe, ser mulher, ser amiga e ser desleixada (às vezes). Quero ser eu mesma, para que eles também sejam eles mesmos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s